Porque os centros de treinamento estão adotando o LPO?

porque os centros de treinamento estão adotando o lpo

Clínicas de LPO ou Levantamento de Peso Olímpico, estão no foco de diversos centros de treinamento que pretendem implementar os fundamentos desse esporte milenar em seus treinamentos, por causa dos seus inúmeros benefícios.

O LPO é fundamental no CrossFit, e um dos responsáveis pelos rápidos resultados conquistados por quem o pratica. Com o aumento da popularidade do CrossFit, diversos Cts perceberam a demanda por alunos que buscam alternativas de treinos para alcançarem resultados semelhantes. Nessa busca se depararam com os benefícios do LPO e a importância de adotar esse método como parte de seus treinos.

Entre os benefícios do Levantamento de Peso Olímpico estão:

  • Prevenção de lesões;
  • Alivio das dores musculares;
  • Melhora do sistema energético anaeróbio alático;
  • Ativação das fibras de contração rápida (tipo Ia e IIb) dos grupos musculares superficiais, intermediários e profundos;
  • Elevação dos gastos energéticos por unidade de tempo:
  • Fortalecimento dos músculos abdominais e para vertebrais, essenciais para proteção da coluna vertebral e correção de postural;
  • Trabalho de bilateralidade para compensação dos desajustes decorrentes de execução de movimentos unilaterais;
  • Envolvimento de todo o corpo na execução dos movimentos;
  • Maior produção de pico de potência;
  • Promoção do pico de estiramento – encurtamento (efeito pirométrico)
  • Mobilização de unidades motoras;
  • Correção de desvios posturais;

 

Além disso os efeitos benéficos na qualidade de vida de quem pratica incluem a reestruturação do corpo por meio do equilíbrio articular – muscular (anteroposterior e lateral), a correção no déficit de força (desequilíbrio de grupos musculares, sedentarismo, reabilitação cirúrgica), a melhora no controle muscular e consciência corporal, o fortalecimento muscular com elevação da densidade óssea e ligamentar, a melhora da mobilidade articular de cintura pélvica e escapular, ganho de tônus muscular e ainda ajuda na correção de desvios posturais.

Por isso, o LPO é também usado em tratamentos reabilitatórios como complemento de tratamento fisioterápico no fortalecimento de grupos musculares, tendões e articulações.

 

lpo

Mas porque este método alcança esses benefícios?

Bom, a capacidade de produzir força é essencial para realizar as atividades cotidianas. O Levantamento de Peso Olímpico utiliza movimentos que envolvem várias articulações e que solicitam mais de 50% da massa corporal, ativando o sistema neuromuscular de forma integrada.

Graças a isso, este sistema desenvolve simultaneamente força, velocidade, coordenação, equilíbrio e estabilização que são qualidades indispensáveis tanto para o êxito atlético como para atividades corriqueiras do cotidiano, como baixar, levantar uma caixa, suspender objetos, subir escadas.

O trabalho multiarticular garante que a carga utilizada é aquela que o praticante tem a capacidade de levantar. Uma tentativa de aumentar o peso além do limite pessoal irá inevitavelmente falhar. Na musculação, por exemplo, é possível “roubar” um pouco nos exercícios sobrecarregando um grupo muscular quando a execução se torna impraticável.

Outra valência envolvida é a potência, que é a produção de força no tempo mais rápido possível. Esta é a característica fundamental em modalidades que utilizam saltos, lançamentos, corridas em velocidade e mudança de direção.

 

O arranco e o arremesso

O arranco é considerado o movimento mais complexo. Pois em apenas um movimento, o atleta deve levantar o peso do chão até acima da cabeça. A execução consiste em levantar a barra o mais alto possível e, em seguida agachar completamente, posicionando a barra acima da cabeça com os braços estendidos e finalmente se colocar de pé imóvel.

Já no arremesso é possível levantar um peso superior, pois o movimento pode ser feito em 2 tempos. No primeiro tempo o atleta levanta a barra à maior altura possível e em seguida agacha profundamente para colocá-la sobre os ombros. A puxada do arremesso é praticamente idêntica à do arranco, sendo possível erguer mais peso em função da pegada das mãos na barra mais próxima. O apoio da barra nos ombros ocorre com a rápida flexão dos cotovelos, levando à frente da linha da barra.

Com a barra nos ombros o atleta se posiciona para o segundo tempo ou jerk. Com uma pequena flexão seguida de uma poderosa extensão tripla (quadril, joelhos e tornozelos), o atleta lança a barra acima da cabeça posicionando uma perna à frente e a outra mais atrás. Já com a barra controlada acima da cabeça, o atleta recupera o posicionamento paralelo das pernas.

 

Mas por que grande parte dos esportes faz uso do LPO para melhorar a performance?

Além de outros benefícios, a potência gerada, a grande amplitude de movimento utilizando praticamente o corpo todo e a necessidade de um equilíbrio muscular muito superior aos movimentos isolados da musculação, faz com que o corpo, com um todo melhore, sem precisar isolar movimentos e músculos, talvez em alguns casos deixando de lado outros músculos profundos.

Cesar Cielo está entre os atletas de outras modalidades que usam movimentos de LPO em sua preparação.  

http://www.youtube.com/watch?v=ii6AzGaCWwQ

 

Usain Bolt também fazia uso do mesmo treinamento. 

http://www.youtube.com/watch?v=KOC7O9JOY3Y

 

Por isso, se quer um resultado eficaz, tanto para melhora de performance em algum esporte, como para saúde, coloque em seu treino o LPO, pois verá grandes vantagens e resultados mais rápidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>